ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+

NOTÍCIAS Voltar >


Responsáveis do CRAS estarão no interior do Município realizando o Cadastro Único

Publicado em 28/08/2017, Por Assessoria de Imprensa

Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, sendo usado obrigatoriamente para a concessão dos benefícios do Programa Bolsa Família, da Tarifa Social de Energia Elétrica, antena de sinal digital, carteira do idoso, Pronatec, cursos ofertados pelo CRAS, entre outros. Por isso, ele funciona como uma porta de entrada para as famílias acessarem diversas políticas públicas. 

Podem se inscrever no Cadastro Único famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou com renda mensal total de até três salários mínimos; ou famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo. 

Para se inscrever no Cadastro Único, é preciso que uma pessoa da família se responsabilize por prestar as informações de todos os membros da família para o entrevistador. Essa pessoa — chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) — deve ter pelo menos 16 anos e, preferencialmente, ser mulher.  Documentos Necessários: certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho, Título de Eleitor e conta de luz atualizada.

 

As pessoas inscritas no Cadastro Único assumem o compromisso de prestar informações verdadeiras e atuais sobre sua família. A maioria dos programas sociais que usam o Cadastro Único só concede benefícios para as pessoas que estão com o cadastro atualizado, como é o caso do Programa Bolsa Família e da Tarifa Social de Energia Elétrica.  A partir do momento em que a família estiver cadastrada, sempre que houver alguma mudança em sua situação, é necessário atualizar as informações. Veja alguns exemplos de alterações que devem ser comunicadas:

  • nascimento ou morte de alguém na família;
  • saída de um integrante para outra casa;
  • mudança de endereço;
  • entrada das crianças na escola ou transferência de escola; aumento ou diminuição da renda, entre outros.
Mesmo sem mudança na família, o cadastro deve ser atualizado a cada dois anos, obrigatoriamente.

 

Quem pode participar do Programa Bolsa Família:

- Todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 85,00 mensais;  - Famílias com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

 

O CRAS estará no interior para cadastrar as famílias que se enquadrem e tenham interesse em se cadastrar no Cadastro Único, no salão das comunidades, nos seguintes dias, locais e horários:

05/09 – Rio do Peixe -9h

12/09 – Colônia Miranda -9h 

14/09 – Entre Rios - 9h

21/09 – Rincão das Quinas – 9h

26/09 – Rio do Peixe – 9h





Compartilhar: FACEBOOK | TWITTER